">

domingo, 29 de junho de 2014

Na labuta ...

Hoje de manhã fui até à praia. Estava maré baixa e o cenário era este. Acho que nunca vi tanta gente nesta labuta.

Quando a tua ira passar (Till dess din vrede upphor)

"Consegui abrir um buraco no gelo com a ajuda da faca de mergulhador. Luto para aumentá-lo, pico com a ponta, faço girar a lâmina no orifício. Quando tem o tamanho da minha mão, consulto o manómetro. Faltam vinte bars."

Impressões
Não há dúvidas de os policiais são os meus livros favoritos (sei que já disse isto muitas vezes...). Mais uma autora sueca cujos livros quero ler. É claro que, parte do fascínio poderá advir do facto de não conhecer quase nada sobre a cultura sueca. Ao mesmo tempo que sigo uma estória policial, também aprendo um pouco mais sobre este pedacinho da Europa e ... agora estou cheia de vontade de visitar a Suécia! Tenho que juntar umas coroas...
Tal como acontece com os livros da Camilla Lackberg, há detalhes que são muito crús, algumas descrições podem ser chocantes, mas o enredo cativa. Além dos relatos dos vivos, temos também a perspetiva dos mortos. A própria autora diz: "Os mortos aparecem em todos os meus livros. Espero com toda a sinceridade que esta vida não seja a única que tenhamos, por mais longa que seja."

sábado, 28 de junho de 2014

Terapia...

Paixão proibida em Summerset Abbey (A Bloom in Winter - Summerset Abbey)

"No decorrer do rigoroso inverno de 1914, três jovens procuram consolo e afeto nos sorrisos dos amigos, no calor dos seus corações e na promessa da chegada da primavera a Summerset Abbey."

Impressões
Este é o segundo livro desta trilogia (o último só deve sair daqui a uns mil anos, eheheheh) que foca algumas das mudanças sociais importantes ocorridas na primeira metade do século XX, sobretudo para as mulheres. As três irmãs continuam a lutar, cada qual à sua maneira, para conquistar o seu lugar num mundo dominado por convenções mesquinhas. Fico à espera do desenlace!

domingo, 22 de junho de 2014

O Diário de um Banana

Este "banana" é tão giro! Mete-se em cada uma! 
A combinação de texto com banda desenhada é uma boa forma   de incentivar o gosto pela leitura. Por isso, meninos preguiçosos, acabaram-se as desculpas... vamos lá dedicar algum tempo à leitura!

sábado, 14 de junho de 2014

Viagens na minha Terra: Buda Garden

No feriado, fui (finalmente) visitar o jardim dos budas. Fiquei encantada com o que vi! A entrada é bastante em conta (2,5 euros),  o espaço está muito bem cuidado e repleto de obras de arte para serem devidamente apreciadas. No fundo, é um museu ao ar livre. 



Recomendo que usem roupa e calçado confortável e que levem uma mochila pequena com água e umas bolachitas (o terreno a percorrer é vasto e mais vale prevenir...). 

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Dias de Esplendor, Dias de Sofrimento ( Days of Splendor, Days of Sorrow)

"Na tenra idade de dezoito anos, Maria Antonieta ascende ao trono francês ao lado do marido, Luís XVI. Mas por detrás da extravagância da jovem rainha, com vestidos de seda elaborados e vertiginosos penteados, escondem-se medos profundos em relação ao seu futuro e ao da dinastia Bourbon."

Impressões
Este é o segundo livro da trilogia sobre a rainha Maria Antonieta e, quanto a mim, é um pouco enfadonho. É claro que adoro ler sobre os hábitos das pessoas naquela época, mas a política deixa-me enojada e entediada. No entanto, devo confessar que fiquei com uma imagem mais positiva da Maria Antonieta.

domingo, 8 de junho de 2014

Correr (não) é para meninas (Running like a girl)

"Quando aprendemos, à nossa custa, que correr não tem a ver com romper fronteiras que julgámos nunca conseguir transcender, e percebemos que se trata antes de descobrir que essas fronteiras nunca existiram, podemos aplicar essa aprendizagem a tudo."

Impressões
Gostava tanto de correr! Mas não consigo fazê-lo sem ficar enjoada... é trepidação a mais... prefiro caminhar numa passada vigorosa. Contagiada com esta nova moda das corridas, tive curiosidade em ler a estória da Alexandra e gostei! Sobretudo, porque correr a maratona (pasmem-se) foi uma conquista relativamente recente por parte das mulheres. Neste livro, Alexandra presta homenagem a essas valorosas pioneiras (porque é que tudo é tão difícil para nós?). Além disso, fala da sua iniciação no mundo das corridas e, garanto-vos, é impossível não rir a valer com certas situações. 

Mais uma ...

..."capa" toda catita para proteger os livrinhos.
Esta ofereci à sister já que ela estava sempre a cobiçar a minha (http://doidaporlivross.blogspot.pt/2012/07/casa-do-lago-frozen-lake.html).

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Vejam só o que eu encontrei em Barcelinhos!


Uma biblioteca, mesmo na margem do rio, com uma vista espetacular! Já tinha ouvido falar nestas bibliotecas, mas ainda não tinha visto nenhuma ao vivo e a cores. Adorei!
Também gostei da ausência de marcas de vandalismo, tão abundantes na região onde moro. Além disso, tenho que elogiar o facto dos espaços públicos estarem muito bem cuidados. Parabéns!


domingo, 1 de junho de 2014

Aqui está-se mesmo muito bem ;)

Faço uma pausa na minha leitura e avisto o rio, ouço os passarinhos e penso que era mesmo capaz de me habituar a isto, eheh! Como sempre, as pessoas são o elemento dissonante... Bolas para estes exemplares que me vieram dar cabo da paisagem e fazer poluição sonora!  Está na hora de ir procurar o almoço!
(os tais exemplares de que falo resolveram sentar-se mesmo aqui ao lado, a carpir mágoas... haja paciência!)