">

sábado, 26 de dezembro de 2015

Adorei!

Aqui está uma forma original de identificar o destinatário do presente: colocar uma foto do mesmo no embrulho (é um livro, é um livro!). Depois de cumprida essa função, o postal transforma-se em moldura (tudo feito pela artesã da família, é claro)... a minha já está na estante.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Enfeites de Natal

No passeio pela mata, recolhemos alguns materiais que estavam por ali caídos e, claro, a artesã de serviço (a minha irmã) logo tratou de lhes dar uma nova vida.
Adoro receber estes embrulhos personalizados (por acaso, este até nem é para mim), carregadinhos da magia do Natal. E depois do presente aberto, este enfeite pode muito bem ser colocado na árvore de Natal.

Passeio na mata












Cada vez gosto/preciso mais de estar ao ar livre e rodeada de pouca gente. Já não me sinto bem no meio da multidão (pelo menos, durante muito tempo) e as pessoas (com poucas exceções) cada vez me irritam mais. Gosto tanto de visitar museus, palácios e ir a exposições, mas muitas vezes retraio-me por causa da confusão... logo eu, que trabalho no meio do caos, da gritaria... por isso é que agarro todas as oportunidades para respirar e a natureza é, sem dúvida, pródiga em proporcionar-me esses momentos. Bora lá aproveitar!!!!!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

A Elizabeth desapareceu (Elizabeth is missing)

A Elizabeth não é a única desaparecida nesta estória. A protagonista, Maud, também vai desaparecendo aos poucos, página após página, à medida que a maldita A vai ganhando terreno. Este livro é belo, na medida em que fala de solidariedade e de amizade... mas também é muito triste e doloroso, principalmente para quem lidou de perto com esta doença. De tal forma, que interrompi a leitura várias vezes, levando semanas a recomeçar. Nos seus devaneios, confundindo o passado com o presente, Maud vai-nos dando a conhecer os acontecimentos mais marcantes da sua vida. É enternecedor ver como ela, agora tão afetada pela doença, vê o mundo e interage com ele. O final é lindo e revela aquilo que um leitor atento adivinha a partir do meio do livro.
Esta é talvez a doença que mais temo, talvez porque nos rouba de nós próprios e, quando isso acontece, o que sobra?


sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Lanches de inverno...

... são os meus preferidos. Agora ando viciada no chá de casca de limão e anis. O sabor, mas sobretudo o aroma, são inebriantes.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

O que há nos armários...

... nem sempre é o que queremos ou precisamos! Decidi fazer bolinhos, seguindo uma receita, mas... faltavam-me ingredientes, nomeadamente açúcar. O que fazer? Desenrascar-me com que havia, pois claro! Ficaram deliciosos!

Ingredientes:

* 2 ovos
* 1 caneca de farinha de trigo
* 1 caneca de farinha de arroz
*1 caneca de óleo
* Mel qb
*Farinha de côco qb
* 2 colheres de sopa de leite
* Canela qb
*Raspas e sumo de 1 laranja
* Raspas de raíz de gengibre
* 1 colher de chá de fermento em pó
* Forno pré-aquecido a 180º
Bom Apetite!

domingo, 13 de dezembro de 2015

A abadia de Northanger (Northanger Abbey)

Ainda bem que está a chegar o Natal, pois já não tenho mais nada para ler, eheheh. 
Os livros da Jane Austen são sempre refrescantes. Gosto de ler as descrições que faz dos lugares, das personagens e dos hábitos da época. Gosto sobretudo da forma sublime, cómica até, como critica a sociedade.
Vale a pena!

sábado, 12 de dezembro de 2015

Ora bem,

estas lindinhas vieram cá para casa. Tenho a versão L e a S, eheheh.


 Só tenho que seguir as instruções...

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Berçário ...

 Durante dois meses, estas lindinhas estiveram no berçário. Cresceram, ficaram fortes e agora vão viajar!


terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Aquele momento em que ...

... percebemos que o presépio foi invadido, ahahah!

Decoração a baixo custo

No domingo, houve almoço de família na minha palhota. Para tornar o ambiente mais natalício, a sister fez alguns objetos decorativos, recorrendo a materiais de baixo/zero custo. 
 Centro de mesa, feito com pequenos troncos.

Esta "arca do tesouro", feita a partir de uma caixa de ovos, fez as delícias dos mais novos (estava cheia de moedas e notas de chocolate).
Centro de mesa feito com as caixas dos cd. A vela, personalizada, é uma "sobra" do ano anterior.
Estes amarelinhos foram feitos por uma amiga... segundo as mais novas, eram deliciosos!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Onde é que eu ia?

 Lindos marcadores de livros, que são também etiquetas para colocar nos presentes de Natal. Adoro estes "dois em um"!