">

sábado, 26 de novembro de 2016

Decorações de Natal (parte 4)

Enfeites em cortiça, dois deles feitos pela minha irmã ( a árvore de Natal e o segundo presépio). A reutilização foi a palavra de ordem. Rolhas e bolotas ganharam uma nova vida. Após a época natalícia, a própria árvore de Natal pode ser convertida em base para panelas quentes... mas isso não vai acontecer, não.


sábado, 19 de novembro de 2016

Decorações de Natal (parte 3)

Não sou dada a grandes euforias nesta quadra, mas confesso que gosto de enfeitar a casa com os presépios, árvores de natal e outros pequenos apontamentos. Gosto sobretudo de (re)utilizar materiais e  de, com um pouco de tinta e cola, mas com muita imaginação e paciência, dar-lhes uma nova vida... bem, eu só aprecio o resultado final, a minha irmã é que é a artesã (não de profissão mas de coração, como se costuma dizer). Para não variar, aqui está uma árvore de Natal, cheia de personalidade, feita com tronquinhos apanhados aqui e acolá ... adorei!
Mais um presépio, bem giro por sinal!

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Decorações de Natal (parte 2)

Este presépio é novo por aqui. Pendurado na árvore de Natal também fica giro, embora passe um pouco despercebido. A pinha e o vaso foram decorados pela irmã artesã. Gostei do resultado.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Decorações de Natal (parte 1)

Apesar de ainda poder ser cedo, estava mesmo a apetecer-me abrir a época natalícia. É que eu gosto muito dos meus presépios, todos eles de proveniências diferentes e com um significado especial para mim. E pronto, deu no que deu eheheh. Este, por exemplo, é uma miscelânea de peças: umas já têm quase cinquenta anos e eram da minha mãe (os patinhos, a ponte, o "lago" e duas ovelhas... tinha muitos mais, mas foram-se partido ao longo dos anos) e outras são muito mais recentes e foram-me oferecidas.  





domingo, 13 de novembro de 2016

A vida dos outros (The other half lives)

É uma estória arrepiante, a fazer lembrar (que saudades) os policiais de Agatha Christie. Percebe-se porque é que Sophie Hannah foi a escolhida para escrever as novas aventuras do Hércule Poirot. Fiquei cativa desta estória desde  o início porque também fiquei confusa desde o início... é verdade, uma confusão muito boa que me despertou a vontade de continuar a ler para descobrir o que ia acontecer a seguir e, o que aconteceu foi que... fiquei ainda mais confusa eheheheh. Todas as minhas teorias foram sendo destruídas à medida que o enredo me enredava, o que só atiçava mais a minha curiosidade. Desta vez, o mal não triunfou embora tenha feito os seus estragos. Quanto a mim, o título em inglês está mais de acordo com o enredo do que o título em português e tem também uma carga mais dramática. Gostei!

domingo, 6 de novembro de 2016

E se, de repente, ...

... o ereader se avariar, o que é que acontece aos ebooks? Fico sem eles? Apesar de ter um ereader há algum tempo, ainda tenho muitas dúvidas no que concerne à sua utilização. A mais premente é mesmo essa: o aparelhómetro avariar e eu ficar sem os ebooks ... pior, ficar sem aqueles que ainda não li. Já vos aconteceu? Como é que resolveram?


sábado, 5 de novembro de 2016

A lista

Tenho cerca de trinta livros em fila de espera, praticamente não tenho tempo de qualidade para as minhas leituras e quase não tenho espaço para mais livros em casa MAS.... continuo a colecionar desejos e assim, de desejo em desejo, já tenho uma lista:

"300 dias de sol" (Deborah Lawreson)
"Cartas por um sonho" (Ângela Donâte)
"Um estranho no meu jardim" (Sara Alexi)
"Albert regressa a casa" (Homer Hickam)
"Toda a luz que não podemos ver" (Anthony Doerr)
"As pessoas felizes leem e bebem café" (Agnés Martin-Lugard)
"A praia das pétalas de rosa" (Dorothy Koomryn)
"Flores cortadas" Karin Slaughter
"A Gorda" (Isabel Figueiredo)
"A sombra do vento", "O jogo do anjo" e "O prisioneiro do céu" (Carlos Ruiz Zafón)
"Mars Tua, Vita Mea" (Vanessa Santos"
... e mais uns quantos que, de certeza, se irão atravessar no meu caminho, ehehehe.



sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Gulosa como sou ...

... gostei muito deste bolo de banana e flocos de aveia. Basicamente segui a receita do blog http://www.organizaracasa.com , fazendo algumas alterações com produtos que já tinha em casa.  Apesar de não ser fundamentalista com a alimentação, senti que estava a comer um docinho que, ainda por cima, é nutritivo (leva bananas, flocos de aveia, mel, nozes picadas e inteiras para enfeitar, gengibre, canela e óleo de côco). Comi uma fatia antes de ir para o ginásio e parece que até fiquei com mais energia (eu sei... deve ter sido psicológico eheheheh).

Qual é o valor de um livro?

Aqui está um exemplo muito interessante de serviço público e também um teste ao civismo dos cidadãos. Muito bom! 

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Podia ser eu...

Há imagens/fotos que me fazem sentir automaticamente bem. Quando vi esta imagem na internet, pensei logo que podia ser eu, queria ser eu... um livro numa mão e o capuccino (que chique) na outra. Bem bom!